• Clinica Saphira

Sorriso metálico ou invisível?

Atualizado: 26 de Mar de 2018

Hoje em dia, existem muitas opções de aparelhos ortodônticos, desde o tradicional bráquete metálico até os modernos alinhadores ortodônticos quase invisíveis!

Entretanto, para qualquer tipo de aparelho, o planejamento, diagnóstico e conduta de tratamento devem seguir os mesmos parâmetros, apenas mudando em relação à preferência estética e ao conforto de cada pessoa, buscando com isso uma maior aceitação de seu uso.

Como atualmente as pessoas estão cada vez mais exigentes, essa diversidade permite que adolescentes ainda espalhem seus sorrisos metálicos com as borrachinhas coloridas da moda, mas também permite que adultos com alto grau de necessidade estética ou conforto realizem seu tratamento sem maiores problemas. Acabou aquela história: “Gostaria de corrigir meus dentes, mas não quero ficar com sorriso metálico!”.

E quais são os tipos de aparelhos que temos hoje no mercado? Aparelhos convencional, autoligável e lingual, podendo ser metálico ou estético se aproximando da cor dos dentes, e por fim, os alinhadores ortodônticos, praticamente invisíveis.

Os aparelhos convencionais são aqueles compostos por bráquetes que utilizam ligaduras de borracha , que podem ser de diversas cores, para prender o arco ao aparelho. O autoligável é composto por bráquetes que não necessitam de elásticos para fixar o arco, na verdade eles possuem uma espécie de clip que abre e fecha possibilitando a inserção ou remoção dos arcos ortodônticos. Já o aparelho lingual, é aquele que é colado por trás dos dentes. E por fim, os alinhadores ortodônticos que são confeccionados através de placas trocadas em média a cada 15 dias, realizando a movimentação ortodôntica prevista por modernos softwares de acordo com o planejamento prévio realizado pelo ortodontista.

Mas, com tantas opções, qual devo escolher? Como sempre, nem tudo é tão fácil ou lindo e maravilhoso.

Os bráquetes autoligáveis são melhores para o início do tratamento, na fase de alinhamento e nivelamento, em contrapartida, na finalização essa lógica se inverte. Eles também apresentam maior facilidade de escovação quando comparados com os que utilizam ligaduras, pois há maior acúmulo de placa nessas ligaduras. Os bráquetes estéticos, tanto convencionais como autoligáveis, possuem a vantagem de maior estética ao paciente, se aproximando da cor dos dentes, ajudando a aceitação de seu uso. Os bráquetes linguais apresentam bastante estética ao paciente, que fica com seu aparelho totalmente escondido atrás dos dentes. Contudo, a técnica lingual exige maior tempo clínico por sua dificuldade técnica, além de que a queixa de o aparelho machucar a língua e a dificuldade de escovação podem causar grande incômodo ao paciente.

Finalmente, temos também os alinhadores ortodônticos, os quais realizam o tratamento pela troca de uma sequência de placas, geralmente a cada 15 dias. O paciente tem a liberdade de tirar o aparelho quando necessário, escovar os dentes sem nenhum empecilho e não tem nenhuma restrição alimentar em relação a alimentos mais duros que poderiam soltar os bráquetes. A cada dia esses aparelhos vêm se aprimorando, possibilitando muitas correções dentárias, da mesma forma que os aparelhos fixos.

Agora ficou tudo confuso! Qual a melhor opção? A melhor opção é aquela indicada ao caso do paciente, sua necessidade estética e de conforto. Cabe então ao profissional, junto com seu paciente, fazer a escolha do melhor aparelho a ser utilizado, para que assim todos possam chegar ao grande resultado da satisfação de conquistar um belo e saudável sorriso!

Um abraço!

Dra Alessandra

CRO: 86940

12 visualizações
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

@clinicasaphira